Lançamento de produto: confira este guia da pesquisa à ativação 0 2802

Grupo de pessoas criando estratégia para lançamento de produto

Sua ideia é boa e o produto já foi testado e aprovado pela equipe, mas isso não significa que você está pronto para o lançamento de produto. Mesmo depois de testes com grupos focais e muita pesquisa, como você conduz essa etapa será um fator determinante para o sucesso do negócio. É por isso que entender as várias etapas do lançamento de produto e dominar as técnicas para fazer isso de maneira bem-sucedida é tão importante.

A seguir, você vai conhecer um guia completo para o lançamento de produto. Como utilizar inteligência de mercado e nivelar a experiência de compra para garantir bons retornos, até os pontos práticos da divulgação de produto — temos tudo neste artigo e vamos compartilhar com você os truques e táticas para se dar bem da pesquisa à ativação. Pronto para essa jornada? Então, vamos lá!

O que você precisa saber antes de lançar um produto?

Primeiro, vamos endereçar as questões fundamentais que devem ser consideradas antes do lançamento de produto. É fundamental estar atento para as variáveis a seguir, já que elas vão ser determinantes na obtenção dos objetivos de negócio.

Timing, preço, inteligência de mercado, análise competitiva e testes são aspectos essenciais do lançamento de produto bem-sucedido. Entenda os motivos:

Timing

Embora timing não seja uma medida exata, ele é parte integral do lançamento de produto que traz resultados. Há momentos que devem ser evitados quando a sua ideia é nova e ainda não foi testada junto ao público. De imediato, podemos pensar em feriados como o Natal e a Páscoa, nos quais bens consolidados tendem a obter retornos melhores.

Todavia, timing deve ser considerado com relação contexto micro e macroeconômico de cada indústria. A Apple, por exemplo, não tem problemas em lançar novos iPhones em datas próximas das festas de fim de ano e consegue, inclusive, maximizar suas vendas nesse período. Cabe à equipe determinar o timing mais adequado para a revelação de um novo produto.

Preço

Preço é uma das variáveis de marketing que mais influenciam a venda de produtos. Por isso mesmo, muitas empresas falham em comercializar suas soluções, já que a estratégia de preços delas foi mal desenvolvida desde o princípio. Definir se o seu lançamento se enquadra entre itens de luxo ou de primeira necessidade é importante para entender que preço colocar em uma mercadoria.

Pesquisa é o que mais pode lhe ajudar nesse aspecto. Confira as alternativas disponíveis hoje nas prateleiras e defina como posicionar o produto a ser lançado de acordo com as expectativas do consumidor.

Inteligência de mercado

Quando falamos em inteligência de mercado com relação ao lançamento de produto, queremos dizer que uma empresa deve levantar e analisar o público-alvo para o qual ele se destina. Conhecer os gostos e o que não agrada a essa parcela da população vai ajudar a definir se o produto está realmente pronto para estrear nas prateleiras. Pesquisa e inteligência de mercado devem fazer parte do processo de desenvolvimento de qualquer solução e são pontos obrigatórios que antecedem o lançamento de produtos.

É o tempo dedicado a essa análise que vai trazer as respostas para perguntas como “qual será a resposta do mercado a esse produto?” e “quais podem ser nossas expectativas com relação às vendas?”.

Análise competitiva

Inteligência de mercado também contempla a análise da competição, ou seja, o entendimento do que os seus concorrentes estão fazendo e como eles estão posicionados no mercado. Entretanto, separamos esse item como um tópico à parte pela sua relevância. Compreender as estratégias e alcance das soluções entregues pelas empresas concorrentes vai influenciar todos os aspectos do lançamento de produto, podendo adiá-lo ou servindo para moldar seu marketing para um nicho específico da população.

Esse ponto é essencial porque nenhuma empresa quer lançar uma solução que não traga nada de inédito. Se há opções mais baratas, inovadoras e renomadas no mercado, pode ser estratégico repensar o lançamento de produto até se conseguir um resultado que faça frente às opções hoje encontradas nas prateleiras.

Testes

Por último, testar um produto antes do seu lançamento segue sendo determinante para o sucesso dele. Não há nada que possa influenciar negativamente e de maneira tão forte o lançamento de produto do que colocar no mercado uma solução que não funciona. Verifique embalagem, durabilidade, facilidade de uso e todos os aspectos que poderiam fazer com que o seu consumidor se sentisse insatisfeito.

Garanta que o produto lançado corresponda exatamente ao que o seu cliente busca nas prateleiras e faça o possível para que, mais do que satisfeito, ele fique surpreso com o que adquiriu.

Qual a importância da pesquisa de mercado?

Mencionamos anteriormente que a pesquisa e análise de mercado é importante para o lançamento de produto bem-sucedido. Mas ainda não explicamos como essa etapa se encaixa na estratégia de vendas de um negócio e determina sucessos e fracassos. Abaixo, você encontra alguns dos principais motivos que fazem com que a pesquisa de mercado se justifique no contexto dos negócios.

Pesquisa de mercado é centrada no usuário

Sem a pesquisa de mercado, é impossível garantir a obtenção de resultados que levem em consideração as necessidades do usuário. É ela que faz com que uma empresa fuja de sua agenda e prioridades internas para colocar a experiência do consumidor como foco.

Ela garante que os resultados obtidos na criação e lançamento de produtos correspondam às expectativas dos consumidores, e não a uma perspectiva muitas vezes distorcida que temos do público externo.

Pesquisa de mercado nos direciona a oportunidades mais lucrativas

Todos os empresários querem ver seus negócios crescerem e é a pesquisa de mercado que garante isso. Ela delineia o caminho ideal para a obtenção de lucros porque volta nossa atenção para os resultados que o cliente busca. A pesquisa de mercado indica o que priorizar e quando priorizar, apontando as opções mais lucrativas e interessantes para o negócio.

Pesquisa de mercado simplifica a tomada de decisões

Acima de tudo, a pesquisa de mercado nos traz insights importantes sobre mercado, produto, competição e público-alvo, fazendo com que a tomada de decisões seja mais simples. Ela traz informações para a mesa que serão fundamentais para o suporte de iniciativas de marketing e minimização dos riscos. Por isso é tão importante investir em pesquisa de mercado na hora de desenvolver e lançar novos produtos.

Como fazer uma pesquisa de mercado?

O futuro do varejo está na pesquisa de mercado, mas, muitas vezes, não sabemos sequer por onde começá-la. Exatamente por isso, selecionamos alguns dos pontos mais importantes na hora de fazer uma pesquisa de mercado que traz resultados. A seguir, veja como é possível conduzir análise e pesquisa de forma a tornar o lançamento de produto ainda melhor!

Entenda quem compra o seu produto

No marketing, chamamos de personas os arquétipos dos compradores ideais dos produtos e serviços que comercializamos. É por aqui que deve começar toda pesquisa de mercado bem-feita, entendendo exatamente quem poderia adquirir seus produtos e porque, além de quais são os canais ideais para entrar em contato com essa parcela da população.

As personas vão lhe ajudar a compreender o que deve ser melhorado em um produto antes do lançamento, assim como quais estratégias de venda serão mais eficientes quando ele atingir as prateleiras.

Conheça melhor sua persona

Apenas determinar que um grupo ideal pode estar interessado nos seus produtos não é o suficiente para uma boa pesquisa de mercado. Ela deve, de fato, recrutar pessoas que se encaixem nesse perfil e coletar suas opiniões a fim de determinar se as hipóteses traçadas pela equipe de marketing são verdadeiras.

Com isso em mente, encontre pessoas que se encaixem nos arquétipos construídos e foque seu estudo nelas, entendendo por que decidem por adquirir ou não um produto. As informações obtidas aqui tornarão a pesquisa de mercado factual e mostrarão de fato como o novo produto pode se sair após o lançamento.

Faça as perguntas certas

Para obter do grupo acima as respostas que vão ajudar o negócio, é preciso se preparar para ter uma conversa significativa com ele. Monte um script com as informações que são determinantes para entender se o produto a ser lançado está pronto para o varejo. Crie ainda perguntas que sejam capazes de evidenciar o que os participantes do grupo pensam sobre a experiência de compra e ouça as opiniões deles com atenção.

Posteriormente, seu time de marketing poderá trabalhar em cima dessas impressões para realizar mudanças na maneira como planejou divulgar o produto ou no produto em si.

Crie um relatório com o que descobriu

Finalmente, faça um relatório com o resultado de todas as etapas anteriores. Organize-o por temas ou crie um storytelling com a jornada de cada consumidor estudado. Essas informações se tornarão pontos acionáveis que evidenciarão o background dos compradores, seus perfis, como eles passaram pela jornada do cliente e se decidiram, ou não, adquirir o produto testado.

Esteja atento para todos os pontos da pesquisa de mercado. É possível aprender muito e melhorar as interações entre a sua marca e os consumidores a partir das informações coletadas aqui.

Qual a importância de validar a ideia de um produto?

Validação de produto é a etapa em que decidimos se uma ideia é boa o bastante para ser concretizada. Ela geralmente fica a cargo dos gerentes de produto que devem definir se é estratégico para o negócio dar continuidade a um conceito e torná-lo um produto real. A validação é parte fundamental do lançamento de produto porque determina exatamente o que vale a pena fazer com o tempo e os esforços de uma empresa e pode poupá-lo, evitando ir adiante com uma ideia que ainda não amadureceu o suficiente.

Todavia, como com os demais aspectos do lançamento de produto, é mais fácil discutir o conceito de validação do que realmente colocá-lo em prática. Mostraremos então por que você deve validar uma ideia e que benefícios o negócio pode obter com isso.

Baseie-se em informações concretas

Validar um produto é importante porque é a oportunidade que temos de determinar se aquilo que assumimos durante seu desenvolvimento é verdade. É preciso validar uma hipótese para garantir, o quanto antes, que vale a pena investir dinheiro nela. Na maioria das vezes, coisas que você assumiu se mostrarão equivocadas, mas isso pode indicar como redirecionar um projeto e obter as respostas certas.

Evite perder tempo com ajuda da validação de produto

O ponto mais importante, todavia, em validar um produto é evitar o desprendimento de tempo e outros recursos no desenvolvimento de uma ideia que não trará retornos para a empresa. Se você tiver uma ideia de produto que não fará sucesso nas prateleiras, a validação mostrará isso rápido o bastante para que esses esforços sejam investidos em outras iniciativas mais rentáveis.

Validação de produto coloca empresa e usuários em contato

Validar o produto é uma das primeiras oportunidades de interagir com o usuário final e entender do que ele precisa. Essa ponte construída durante a validação vai evitar que seu time passe tempo demais desenvolvendo produtos que não contemplam as dores do usuário.

Refine ideias com validação de produto

Se todos esses pontos ainda não foram o suficiente para lhe convencer, este será: a validação de produto é uma oportunidade de entender o que é mais lucrativo para uma organização. Talvez você tenha uma ideia muito boa, mas que poderia ser melhor, mais completa e incisiva, mas, sem validá-la, não poderia chegar a essa conclusão. A etapa é relevante porque coloca em perspectiva o produto a ser lançado e o que buscam os seus consumidores.

Como validar a ideia de um produto?

Agora que você sabe o quanto a validação de produto é importante que tal aprender como conduzi-la? Confira o passo a passo e descubra como validar ideias para o lançamento de produtos.

Encontre um nicho para o seu produto

Sem determinar quem precisa do produto que você está validando, é impossível definir se ele se trata de uma boa ideia ou não. Por isso, antes mesmo de começar a validação de uma ideia, é preciso fazer um recorte de mercado e encontrar as pessoas interessadas naquela solução.

Entenda as forças e fraquezas do seu time

Nivelar as habilidades da sua equipe também é parte da validação de produto. Descubra exatamente o que pode ser feito internamente e o que terá de ser terceirizado para o lançamento de produto. Essas informações lhe mostrarão se vale a pena investir em uma ideia ou não.

Crie um grupo de feedback

Conhecendo as pessoas que podem estar interessadas no seu produto, monte um grupo de feedback. É a ele que você recorrerá para validar as ideias de produto a partir de agora, e é com seu auxílio que conseguirá determinar se o esforço para criação de uma solução é algo que trará retornos para a empresa.

Converse com seu público-alvo

Ouça as impressões e dê atenção ao que esse grupo de feedback disser. Ao longo das conversas, você perceberá oportunidades de aumentar ou diminuir o grupo de feedback, filtrando seus participantes pelo interesse e engajamento com relação à solução.

Garanta uma vantagem competitiva

Caso sua ideia esteja indo bem com o grupo de feedback, é hora de investir em criar uma vantagem competitiva, um diferencial que faça do seu produto inconfundível e torne o seu lançamento antecipado.

Crie um protótipo

Por último, vaticine a sua ideia com um protótipo. Ele poderá ser testado com seu grupo de feedback e provará que há uma demanda real para a ideia que estamos tentando validar.

Como divulgar um produto novo?

Depois de validada, a sua ideia estará pronta para o lançamento. Todavia, essa etapa pode ser a mais desafiadora, afinal, estratégias de promoção de produtos são muitas e cada uma delas funciona melhor dentro de um nicho de mercado. Aqui, mostraremos alguns dos principais recursos que uma empresa tem em mãos para divulgar um novo item e os benefícios de cada um deles.

Ofereça a experiência de interagir com o produto

Nos pontos de venda, não há maneira melhor de se divulgar um novo lançamento do que oferecer a possibilidade de se interagir com ele. Coloque os seus produtos na mão da pessoa e permita que ela o sinta, explore e entenda. Essa experiência “hands on” é uma das maneiras mais eficientes de converter curiosos em consumidores, e pode trazer ótimos resultados no lançamento de produto.

Utilize as redes sociais

Promoções em redes sociais são também uma ótima forma de promover um produto. Elas criam antecipação e geram engajamento, fazendo com que o público da sua marca desenvolva uma atração pelo lançamento em questão. Dê itens como prêmios para os participantes e crie marketing instantâneo nas redes sociais.

Faça bom uso de suas listas de e-mail

O e-mail marketing ainda é uma das melhores estratégias para divulgar um novo produto. Utilize a base de consumidores da sua empresa e esse canal para fazer a promoção do novo item.

Crie um evento para o lançamento de produto

Eventos são uma oportunidade de promover um produto dentro de um ambiente controlado. Por isso, grandes marcas apostam neles para lançar novas ideias, empregando um funcionário comunicativo ou influenciadores para mostrar do que a nova solução é capaz. Transmiti-lo pela internet pode ajudá-lo a maximizar os resultados do evento por um custo relativamente baixo e tornar ainda mais eficiente o lançamento de produto.

Aposte em trade marketing

trade marketing no varejo é uma das maneiras de colocar a experiência do consumidor no centro da divulgação de um produto. Apresentações, exposições e exibições ajudam a formar um relacionamento com o cliente e deixam clara a proposta de valor do produto. No lançamento, podem fazer toda a diferença para que o novo item saia das prateleiras com facilidade.

O que levar em conta ao planejar a ativação de um produto novo?

Quando falamos no lançamento de produto, muitas vezes, o interlocutor tem a impressão de que precisa de uma ideia perfeita para ser bem-sucedido.

Entretanto, metodologias como a Lean — que utilizam estratégias rápidas para chegar ao mínimo produto viável e trabalham com muito feedback e ajustes até a obtenção do resultado ideal — são ótimas para quem precisa lançar um novo produto e não pode perder muito tempo com todas as etapas citadas até então. Para que elas funcionem, todavia, precisam vir lado a lado com uma ativação de produto incrível. Descubra como fazê-la nos tópicos a seguir.

Como engajar o público

O primeiro passo para ativar um produto com sucesso é entender o que é preciso para engajar o público. Durante as etapas de pesquisa, você conseguirá entrar em contato com pessoas que, idealmente, estariam interessadas na solução. Será necessário entender que tipo de mídia elas consomem, como utilizam as redes sociais, que ambientes frequentam e do que gostam. Essas informações serão fundamentais para interagir com a audiência e despertar nela o interesse por um novo produto.

Como falar a língua do público

Interações são baseadas na maneira como nos comunicamos. Por isso, conhecer tanto quanto possível o seu público será fundamental para que o departamento de marketing da empresa entenda como se comunicar com ele. Adaptar sua mensagem e encontrar o tom ideal é um ponto muito pertinente na ativação de produto.

Como usar a tecnologia a seu favor

Utilizar recursos tecnológicos, seja na hora de divulgar um produto nas redes sociais, seja no momento de criar um ponto de vendas interativo, fará toda a diferença em uma ativação de produto marcante. Somos atraídos por novidades e conseguir criar uma experiência que coloque em cheque o que associamos naturalmente a ativações de produto ajudará a sua marca a chamar atenção e realizar um lançamento de produto mais eficiente.

Como garantir uma boa experiência

Quando falamos em entender o público-alvo, o objetivo final é este: garantir uma boa experiência de consumo, do momento em que ele fica sabendo da existência de um produto até o instante em que se converte em consumidor. Pense em maneiras de transformar as interações do cliente com a marca em prazerosas, intuitivas e significativas. Isso o ajudará a garantir uma experiência de compra única e uma boa reputação para o negócio.

Por que contar com ajuda profissional?

Ao fazer o lançamento de um produto, se preparar da pesquisa à ativação vai ajudá-lo a obter resultados melhores. Entretanto, há uma maneira de fazer isso sem desgastar a sua equipe e com a garantia de bons retornos. Encontrar um parceiro especializado no lançamento de produto pode descomplicar o processo e oferecer uma melhor relação custo-benefício.

Fazer o outsourcing do lançamento de produto é uma forma de garantir que o seu time estará focado na criação da melhor solução. Enquanto isso, uma equipe dedicada entenderá as demandas do mercado e repassará essas informações para a sua equipe, a fim de que ela consiga desenvolver um produto melhor.

A parceria com especialistas em lançamento e ativação pode ser o que faltava para um lançamento de produto bem-sucedido, e o começo de uma relação que alavancará o ROI do novo produto por meio de soluções inovadoras e avançadas.

Gostou de conhecer melhor as técnicas que podem ajudá-lo nessa área? Precisa de ajuda para concretizar seus planos? Fale com a AliceWonders e descubra como podemos guiá-lo em direção ao sucesso!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flagship KitKat Chocolatory 0 552

Flagship KitKat Chocolatory

A primeira KitKat Chocolatory flagship na América Latina

Convidados pela Nestlé, realizamos um case de sucesso através do projeto da loja KitKat Chocolatory. Localizada no Shopping Morumbi, em São Paulo, a loja é uma tendência de mercado (Direct to Consumer), colocando o Brasil à frente em tecnologia e inovação no varejo e PDV, que além de experiências únicas também oferece produtos exclusivos que só são vendidos lá. 

Foram, aproximadamente, oito meses de processo entre planejamento, desenvolvimento de tecnologias até a sua inauguração. Trabalhamos em parceria com o líder de projeto FITCH, uma consultoria global de design, para ativar vários pontos de contato digitais em toda a experiência principal.

Cocoa Plan

Nosso projeto inicial foi a criação da parede capacitiva, com o objetivo de levar informação sobre o projeto Cocoa Plan, através de experiência digital interativa. A parede capacitiva permite que as pessoas conheçam o programa através de conteúdos interativos.

Parede capacitiva dentro da flagship KitKat Chocolatory
Parede capacitiva sobre o Cocoa Plan, dentro da flagship KitKat Chocolatory.

Content Wall

A nossa content wall mostra, por uma tela de 32:9 em 4K, todo o conteúdo das contas oficiais da KitKat no Instagram. Como as redes sociais fazem parte da vida real das pessoas e das marcas, usamos esta estratégia para o PDV, incluindo como um projeto de interação e conteúdo para o público.

Content Wall da flagship KitKat Chocolatory,
Content Wall da flagship KitKat Chocolatory, desenvolvido por Alice Wonders.

“O layout foi desenvolvido de acordo com a identidade visual da loja e a implementação de um aplicativo que mostra em tempo real o conteúdo que está nos perfis oficiais do Instagram. Atualizou o feed, atualizou a Content Wall automaticamente”, explica a nossa Arquiteta e Gerente de Projetos, Emilly Cirilo. 

Cardápio digital

O cardápio digital de cafés é mais um projeto de nossa autoria, feito exclusivamente para a loja. Uma das vantagens desse produto é a criação de vídeos para o cliente visualizar melhor as opções do menu. Além de ser sustentável, gera automaticamente o pedido feito pelo cliente e envia para o balcão. 

Cardápio Digital da cafeteria da flagship KitKat Chocolatory
Cardápio Digital da cafeteria da flagship KitKat Chocolatory, desenvolvido por Alice Wonders.

Touch points

A consultoria global de design FITCH liderou o principal conceito estético e digital e, juntos, trabalhamos em equipe para implementar vários pontos de contato em toda a loja. Em outras palavras, a FITCH criou os projetos de touchpoints e liderou o desenvolvimento de software, e Alice Wonders integrou a infraestrutura de rede e os cabos.

“Foi preciso montar uma infraestrutura de rede em nosso escritório para recriar o ambiente final da loja com máquinas, sensores e experiências, antes de implantar direto na loja. O que permitiu detectarmos falhas durante o processo e fazer ajustes prévios, sem correr riscos”, explica Eric Winck, Co-founder e co-CEO de Alice Wonders.

Touch points da flagship KitKat Chocolatory
“Estação Encontre Seu Sabor”, desenvolvida pela FITCH

Segundo Eric, é fundamental manter vivas as experiências digitais no PDV através de revisões semanais do hardware e software, bem como ajustar e melhorar os conteúdos. Como por exemplo, o conteúdo vivo do Content Wall. “Estas revisões mantém a ‘saúde’ digital e podem antecipar erros e problemas sem downtime das experiências na loja”. 

“A KitKat Chocolatory foi projetada para a experiência do consumidor. E não é apenas experiência de compra, e sim a experiência de envolver o cliente para que ele tenha vontade de voltar depois. Para marcar na memória e deixar aquela lembrança agradável”, conclui Alexandre Valdivia, Co-founder e co-CEO de Alice Wonders. 

Gostou? Clique aqui e confira nossos outros cases.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

Como um ambiente interfere na experiência do cliente 0 993

O relacionamento com os clientes tem crescido cada vez mais, isso porque, as marcas entenderam que cuidar de quem compra, é tê-lo comprando sempre e mais do que isso, indicando o seu negócio.

Mas além disso, o consumidor também está mudado. Ele sabe que no mercado existem diversos lugares que proporcionam o mesmo produto ou serviço, portanto, escolhe pelo que mais lhe agrada e apresenta benefícios.

O que é a experiência?

Em primeiro lugar, é importante saber o que é a experiência de compra do cliente. Trata-se da assimilação que o cliente faz com o ambiente enquanto está nele realizando suas compras.

Não se trata somente de produtos ou serviços. Geralmente, envolve elementos físicos e emocionais, podendo ser eles positivos ou então negativos.

Os momentos de cativo, de simpatia, de alegria e também bem-estar precisam fazer parte do ambiente para que de fato, a experiência do cliente possa ser considerada boa.

Um case interessante de experiência do cliente foi o da Intel para o hipermercado Extra, em que um espaço interativo para conhecer e poder experimentar os computadores da marca, de modo que o cliente conseguisse escolher o modelo que mais combinasse com a sua realidade.

Quando ideias como essa são pensadas a fim de proporcionar ao cliente algo inovador e que ele nunca parou para pensar, é o que de fato o conquista.

O ambiente físico

Começando pelo local. Quando se trata de uma loja física, os clientes quando escolhem ir para comprar algum produto ao invés de realizar a compra pela internet, é porque de fato gostam do ambiente.

O primeiro contato é o que fica, por isso o consumidor volta. Portanto, se a sua loja é agradável, proporciona os elementos necessários que o cliente pode precisam enquanto está ali, como água, cadeiras, petiscos, entre outros, as chances dele voltar são grandes.

A comunicação visual do ambiente precisa conversar entre si, além do mais, os aspectos estéticos de decoração e também os funcionais são sempre analisados pelos clientes. Móveis, iluminação, os próprios produtos, tudo faz parte.

Um outro ponto interessante tem relação com a música. Não é a toa que elas estão nos ambientes de compra. Geralmente são pensadas para agradar o cliente, mas é preciso entender quem ele é e o que provavelmente escuta.

O ambiente digital

Mas quando falamos sobre ambientes digitais, também é preciso atenção. O próprio cenário digital já proporciona ao cliente uma experiência de compra diferenciada.

Pense em uma empresa que faz a venda online de máquina de solda. Se o cliente tem todas as informações sobre a máquina à disposição, além de dicas de instalação, além dos contatos necessários em caso de dúvidas, ele não vai ter preocupações em comprar.

O processo de agilidade é um dos pontos que faz com que o ambiente seja admirado pelo cliente, além de lugares seguros, de fácil navegação e com um design bonito e convidativo.

Sintonia dos ambientes

A diferença de experiência que cada um proporciona é muito importante, mas fazer com que eles trabalhem em sintonia é o ponto chave.

A empresa que conta com um ambiente físico e um digital, precisa harmonizar os atendimentos, os designs e toda comunicação.

Se uma estação de tratamento de água conta com um site bem instruído, com valores, locais de atuação, tipos de serviço, horários de atendimento, entre outros, precisa que todas essas informações também estejam presentes com os funcionários no espaço físico.

O cliente que precisa desse tipo de processo, vai assimilar os dois ambientes e consegue sentir segurança e verdade. Bom atendimento físico e bom atendimento online.

O encantamento do consumidor

Quando se aposta em ações que de fato toquem o cliente, os resultados são certeiros e na grande maioria das vezes positivo.

Sanar dúvidas, conhecer as necessidades das pessoas que busca pelos produtos ou serviços, prestar um bom atendimento, são questões que os fazem o cliente se aproximar cada vez mais.

Por isso, se você tem um negócio, seja ele do segmento que for, desde os mais comuns como roupas, alimentos, máquinas, ou até os mais diferentes, como venda ou aluguel de tendas para eventos, passeio com cães, entre outros, preste o melhor atendimento.

A experiência do seu cliente, faz a diferença no seu negócio e mostra que o crescimento de uma marca se dá através dos detalhes identificados, transformados e colocados em prática.

Esse artigo foi escrito por Fernanda Silva, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

Most Popular Topics

Editor Picks

Send this to a friend