Tendências para o varejo em 2020 0 1401

Para ficar por dentro do que está em tendência e apostar no varejo, vamos pontuar a nossa visão acima dos temas mais relevantes apresentados na NRF Retail’s Big Show deste ano, a principal feira do setor. Iremos falar sobre o que estamos acompanhando e vendo dar certo no varejo no Brasil e no mundo. 

Um assunto que nunca sai de moda é como entender o perfil do consumidor e o que está por trás disso. E para traçar o perfil do seu consumidor real, com o objetivo de converter as suas vendas, o melhor passo é a captação de dados

Gerar e analisar os dados

Adote esta regra: dados em primeiro lugar. Captar dados no varejo não se restringe apenas ao ecommerce. Investir em tecnologia no PDV, hoje, é algo super rentável que pode ser a base das suas estratégias de vendas. 

Com a interação via sensores, capazes de mensurar, por exemplo, o tempo de permanência de uma pessoa em frente à gôndola, conseguimos ver na prática a relação: fluxo x conversão. Os dados gerados a partir dos sensores, quando bem posicionados em pontos estratégicos, indicam uma série de informações precisas e únicas. Basta que você saiba trabalhar em cima desses dados para alcançar seus objetivos. 

Gôndola TRESemmé, por Alice Wonders
Holografia de gôndola TRESemmé, realizado por Alice Wonders. Obteve 180 mil interações e mais de 25 mil pessoas impactadas.

A inovadora holografia no PDV da TRESemmé com sensores, permitiu extrair dados indicando resultados de cerca de 3600 interações por dia, além de chamar a atenção de mais de 25 mil pessoas por mais de 5 segundos na frente da holografia. A nossa tecnologia cria a possibilidade de transmitir vídeos similares a campanhas de TV, que passa todas as informações necessárias e ainda promove a sensação dos produtos estarem flutuando em frente aos consumidores, resultando experiência única e diferencial.

Criar experiências únicas

Engajar o consumidor e conectá-lo a um nível emocional é uma excelente estratégia. Apesar de não ser mais novidade, essa pauta voltou a chamar atenção este ano na NRF, o que reforça a ideia de continuar apostando em gerar experiências únicas ao consumidor. 

Você já deve ter percebido que a tecnologia está cada vez mais integrando aspectos humanos, justamente para levar emoções e sensações às pessoas. É o que chamam de “varejo humanológico”, ou seja, a tecnologia a favor da humanização nas relações de compra, venda e experiência. 

Se você conseguir criar uma memória no seu consumidor através da experiência, você já conseguiu uma retenção. 

Colocar produtos à prova 

Oferecer testes do seu produto tem a ver, também, com levar experiências ao consumidor. Como as lojas pop-ups que distribuem amostras grátis, degustação ou até mesmo disponibilizam um produto como provador. Ter essa oportunidade é algo imensurável para os clientes, que retribuem com feedbacks construtivos para a sua marca e eleva o nível de satisfação. 

Além disso, a sua loja física pode oferecer produtos exclusivos, ou sob medida. Quanto mais se sentir único e especial, mais chances tem desse consumidor de se fidelizar com a sua marca. Outra vantagem de produzir produtos exclusivos, é diminuir a quantidade de estoques. Pense nisso!

Personalização dos espaços 

Investimento no espaço e em novos equipamentos – seja na decoração da loja ou em tecnologia – costuma ser um investimento de capital a longo prazo (de dez a quinze anos). Em um outro post aqui no nosso blog falamos sobre a importância da personalização dos espaços físicos e como um ambiente interfere na experiência do cliente. Confira!

“A comunicação visual do ambiente precisa conversar entre si, além do mais, os aspectos estéticos de decoração e também os funcionais são sempre analisados pelos clientes. Móveis, iluminação, os próprios produtos, tudo faz parte”.

Vitrine infinita Di Santini, projeto criado por Alice Wonders.
Vitrine infinita Di Santini, criada por Alice Wonders. Projeto que une experiências digitais e espaços físicos.

Curtiu as dicas e já quer aplicar as tendências na sua marca? Entre em contato conosco para ajudá-lo a realizar projetos incríveis. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As melhores LIVES da quarentena que valem a pena conferir (+bônus) 0 1830

Lives da quarentena - créditos: Photo by NordWood Themes on Unsplash; Photo by Sara Kurfeß on Unsplash

Confira a nossa lista de Lives sobre tecnologia, inovação, varejo, empreendedorismo e outros temas relevantes para o momento de crise. 

As Lives sempre foram um formato popular usadas com mais frequência nos segmentos de games e esportes. Desde o início da quarentena no Brasil este formato ganhou um boom e o gosto dos usuários das redes sociais. 

Mas, por qual motivo as Lives ganharam tanta relevância em meio a pandemia? Segundo um estudo do Think With Google, a mudança de comportamento do brasileiro no YouTube durante o isolamento reforça a plataforma como um espaço seguro e com potencial de multiplicar as conversas para superar as adversidades da pandemia. 

“Desde março, a plataforma apresentou os primeiros sinais dos novos comportamentos e demandas das pessoas. Um exemplo: as buscas no search relacionadas ao termo ‘em casa’ cresceram 123% no Brasil em comparação ao período anterior à quarentena. Vídeos relacionados à saúde mental, canais de notícias com conteúdos ao vivo e discussões sobre a economia local e global têm ganhado cada vez mais força”.

Em uma pesquisa no Google Trends revela que as buscas pelos termos “live”, “live de hoje” e “live da semana” começaram a aumentar exponencialmente no início de abril, atingindo um pico máximo de interesse pelos termos no período entre 19 a 25 de abril. 

Pesquisa keyword "live" no Google Trend
Fonte: Google Trends, pesquisa feita em 2 de junho de 2020, para buscas pela palavra “live”.

Ainda sobre o estudo do Think With Google, mostra que cerca de 40% do público brasileiro afirmou ter passado mais de 3 horas do dia no YouTube desde o começo do isolamento. E mapearam três frentes de crescimento na oferta e/ou na demanda de conteúdo no contexto do isolamento:

  • Achar o equilíbrio entre informação e saúde mental;
  • Adaptar ou criar uma rotina para o isolamento;
  • Entender os impactos mais amplos na sociedade.

Com a expansão do coronavírus e o confinamento, as pessoas passaram a buscar formas de entretenimento e saúde mental para dentro de casa. Este cenário proporcionou o aumento das lives com artistas, em alguns casos batendo recordes de audiência. Ao passo que, foram surgindo temas de lives de cunho educativo, sobre mercado financeiro, empreendedorismo, carreira, inovação e transformação digital, com especialistas e profissionais renomados. 

Ao longo dos últimos dois meses os números de lives passaram a ser tão recorrentes, e em várias plataformas, que resolvemos fazer uma seleção com os temas sobre tecnologia, inovação e mercado, com os melhores conteúdos. Confira:

| Chá da Alice

Para começar a lista, vamos falar da nossa Live Chá da Alice. Há bastante tempo vínhamos com vontade de gerar conteúdos multimídia, estávamos no meio do planejamento para estrear um podcast, quando nos deparamos com a pandemia e todas as mudanças que decorrentes da crise. E como um fruto da quarentena, criamos a nossa Live para trazer convidados especiais, os quais admiramos a sua trajetória e acreditamos que tenham muito a contribuir. Conversamos sempre sobre os temas de Experiências Digitais, Tecnologia, Varejo e afins. 

Você pode assistir ao Chá da Alice, que vai ao ar toda semana, pelos nossos canais:

| Spin Startups plus Industries 

A Spin é uma plataforma brasileira de inovação de Startups e Indústria, com foco em acelerar startups B2B e B2B2C, agregando times de lideranças de indústrias, estabelecendo conexões de valor entre estes dois universos. 

Em seu canal no YouTube lançaram as Lives sobre Inovação, Transformação Digital e Varejo. Estão na segunda temporada e você pode conferir os conteúdos, que contemplam temas como: Estratégia Digital na Indústria, Governança e Inovação, O Design como Caminho de Inovação e muito mais. Clique aqui e assista! 

| Como construir futuros possíveis com design?

Esta Live faz parte do Design Degustação Online, série de conteúdos criada pelo IED São Paulo – Instituto Europeo di Design, sobre as frentes de atuação do design, com professores e coordenadores do IED para levarem assuntos que abordam o atual momento e o futuro do mercado. 

Na Live foi discutido como o modelo mental do design pode contribuir para solucionarmos desafios de hoje e do amanhã? Como abrir caminhos nas empresas para a construção de produtos e serviços inovadores? Quais habilidades serão necessárias em um cenário com tantas incertezas? Neste encontro, Fábio Silveira — facilitador e coordenador da extensão em Design Thinking — convida todos para refletir sobre o uso da criatividade, dos sistemas colaborativos e do comportamento multidisciplinar na criação de futuros possíveis a partir do design. Assista!

| Os novos significados de propósito e experiência 

Live do Meio e Mensagem, “Conectando Mercado”. Com a convidada Daniela Cachich, VP de marketing da Pepsico. Foi um bate-papo interessante e agregador. Cachich expôs as questões sobre gastos e investimentos que seriam aplicados a campanhas de marketing e foram destinados a comunidades com mulheres em vulnerabilidade. Através de parcerias o time conseguiu mapear essas mulheres para receberem as doações. Levantou questões como: “Qual o propósito de uma marca que se coloca em prol do desenvolvimento das mulheres neste momento”? Vale a pena conferir. Assista! 

| Estratégias para hoje e para o futuro

Live do Mercado & Consumo, “M&C EM ALERTA”. Apresentaram uma edição especial com a participação de Paulo Guedes, o atual Ministro da Economia e Abílio Diniz, presidente do Conselho de Administração da Península Participações, presidente do Conselho de Administração da BRF e membro dos Conselhos de Administração do Grupo Carrefour e do Carrefour Brasil. A Live já possui 77.877 visualizações. Se você quer ter uma visão sobre o futuro do mercado no Brasil e saber quais estratégias serão bem-vindas no seu negócio, vale a pena conferir. Assista! 

| Como acelerar na crise

Live transmitida pela Forbes Brasil, com as participações de Tiago Alves, CEO da Regus, e Anderson Chamon, Cofundador do PicPay, conversaram sobre como acelerar na crise, tema mais discutido e procurado nos últimos tempos. Falaram sobre o sistema de pagamento digital, as inovações no mercado e a transformação digital como a saída para a crise. Assista!

| Liderança, Inovação, Transformação Digital e Varejo

Live do Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech, Linkedin InFluencer (Top Voices 2018), autor do Best Seller Pense Simples e coleciona prêmios como, uma das 15 pessoas mais influentes no Brasil pela GQ Magazine e o MIT Technology Review Innovators Under 35 (Award). Em suas lives, Gustavo conversa com convidados sobre empreendedorismo, gestão e liderança, tecnologia e inovação. Algumas lives estão disponíveis em seu perfil do LinkedIn e outras ele compartilha pelo seu canal do Telegram. 

Destacamos uma de suas últimas lives, onde Gustavo conversa sobre liderança, inovação, transformação digital e varejo com o CEO da C&A, Paulo Correa. Assista! 

| Novos modelos de varejo pós crise

Tema interessantíssimo da live transmitida pela Exame Talks, com o CEO do Outback, Pierre Berenstein, o CEO BRMalls, Ruy Kameyama e o CEO da RiHappy, Hector Nunez. Vale a pena conferir a conversa desse time sobre as transformações e novos modelos de negócios. Assista!

| Transformação Digital: A rápida resposta para o cenário atual

Nesta live, Marcelo Tas conversa com Marcelo Braga, VP IBM Brasil; Raul Moreira, Diretor Executivo do Banco Original e André Fatala, CTO Magazine Luiza. Está incrível, vale a pena conferir. Assista!

| Distrito – Lives sobre Inovação 

Nossa última indicação de lives é um compilado de conteúdos sobre tecnologia, startups e empreendedorismo. Encontre diversas lives, webinars e outros materiais para estudo no site do Distrito – um ecossistema de inovação independente para startups, conectando empresas e investidores, acelerando a transformação. 

Bônus

Para você aumentar a sua lista de streams, temos 3 indicações de podcasts que abordam o universo da tecnologia, inovação, varejo e empreendedorismo. Confira:

Foto reprodução podcast Do zero ao topo, por InfoMoney

Do zero ao topo, por InfoMoney

Podcast produzido pelo InfoMoney que a cada episódio conta a história dos empreendedores e empresários por trás das maiores empresas do país. 

 

 

foto reprodução podcast Café da Manhã, por Folha de São Paulo

As reaberturas depois da quarentena, dia a dia – Podcast: Café da Manhã

O podcast Café da Manhã, produzido pela Folha de São Paulo, é um dos mais famosos do país e você já deve conhecer. Porém, destacamos este episódio que fala sobre a reabertura do comércio físico depois da quarentena. Se você ainda não ouviu, vale a pena conferir.

 

Foto reprodução podcast RCHLO Tech

RCHLO Tech 

Este podcast da Riachuelo ainda é recente, porém tem bastante potencial e vale a pena você começar a seguir. É um conteúdo voltado para discutir temas relacionados à tecnologia, comportamento, novidades do varejo e inovação. Através de um mindset de pensar da linha até a última parcela de compra, propõe expandir as discussões para o público. 

 

Gostou deste conteúdo? Então, assine a nossa Newsletter e receba as novidades do nosso blog diretamente em seu e-mail.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

O futuro é “as a Service” 0 2699

Créditos: Photo by Charles Deluvio on Unsplash; Photo by Austin Distel on Unsplash; Photo by Charles Deluvio on Unsplash

Veja o grande potencial desse modelo de negócios, como se deu seu crescimento no mercado abrangendo vários nichos e oportunidades.

A cada década que passa, as pessoas gastam mais com serviços e menos em produtos. É o que aponta a Pesquisa de Despesas Atuais realizada pelo governo dos EUA, mostrada por essa matéria do The New York Times. 

Vamos analisar a nossa realidade, hoje praticamente tudo o que pensamos em consumir, não precisa necessariamente gastar comprando um objeto ou bens duráveis ou não duráveis. Por exemplo: 

Uber: car as a service 

Ifood: food delivery as a service

Netflix: show as a service 

Spotify: music as a service 

As assinaturas de plataformas de streaming entregam entretenimento como serviço, e são pagas mensalmente. Ifood e os outros apps de alimentação por delivery, são pagos pelo produto + o serviço de entrega. Uber, é pago o valor da quilometragem da corrida feita por um motorista, o qual prestou o serviço. Mesmo abrangendo diferentes áreas do mercado, funcionam sob a mesma forma: pagamento pelo serviço. Nos últimos anos esse segmento vem crescendo e hoje, percebemos uma explosão de ofertas e oportunidades de modelos de negócios. 

Principais tipos de “as a Service”

SaaSSoftware as a Service é uma plataforma programada para entregar um tipo de serviço específico, não precisa realizar nenhuma instalação de programa em máquinas. O seu uso é apenas online e você paga por uma assinatura mensal ou anual, para ter acesso a esse serviço, que pode ser desde um plano mais simples até mais completos, com mais recursos. 

Exemplos: 

Dropbox – armazenamento na nuvem

Monday – sistema de gestão

Slack – sistema de gestão 

Os aplicativos SaaS também são conhecidos como software baseado na Web, software sob demanda e software hospedado.  O termo “software como serviço” é considerado parte da nomenclatura da computação em nuvem, juntamente com infraestrutura como serviço (IaaS), plataforma como serviço (PaaS), desktop como serviço (DaaS), software de gerenciamento como serviço (MSaaS), back-end móvel como serviço (MBaaS), data center como serviço (DCaaS) e gerenciamento de tecnologia da informação como serviço (ITMaaS).

O mercado de SaaS é muito promissor e irá alavancar ainda mais o crescimento de todos os setores de software, nos próximos anos. Em um estudo recente da Gartner, diz que 46% das organizações indicaram que os serviços de TI e a consolidação de fornecedores estavam entre as três principais abordagens de otimização de custos mais eficazes.

IaaSInfraestrutura como Serviço são serviços online que fornecem APIs de alto nível usadas para desreferenciar vários detalhes de baixo nível da infraestrutura de rede subjacente, como recursos de computação física, localização, particionamento de dados, dimensionamento, segurança, backup, etc. Os provedores de nuvem IaaS fornecem esses recursos sob demanda a partir de seus grandes conjuntos de equipamentos instalados nos data centers. Para conectividade em área ampla, os clientes podem usar a Internet ou nuvens de operadora (redes privadas virtuais dedicadas).

Exemplos:

Oracle Cloud

Amazon Web Services 

Google Cloud

Microsoft Azure

IBM Cloud 

PaaSPlataforma as a Service ou plataforma de aplicativo como serviço (aPaaS) é uma categoria de serviços de computação em nuvem que fornece uma plataforma permitindo aos clientes desenvolver, executar e gerenciar aplicativos sem a complexidade de criar e manter uma infraestrutura normalmente associada ao desenvolvimento e lançamento de um aplicativo. 

Existem vários tipos de PaaS, incluindo público, privado e híbrido. O PaaS foi originalmente destinado a aplicativos em serviços de nuvem pública, antes de expandir para incluir opções privadas e híbridas.

Exemplos: 

Google App Engine

Apple Scale

Force.com

Amazon Web Service

GaaS – Game as a Service, podem ser chamados de “jogos vivos” ou “jogos ao vivo”, que contam com atualizações contínuas. A indústria de games lançou a ideia de jogos como serviços oferecendo modelos de assinatura de jogos, o que garante receitas contínuas. Recentemente, a Apple lançou a plataforma Arcade, um plano de assinatura de jogos ilimitados, com acesso a todos os dispositivos IOS. A Google também lançou o seu modelo de games por assinatura, o Stadia, que garante acesso instantâneo e ilimitado a uma coleção de jogos, sem precisar fazer atualizações, downloads ou instalações de jogos. 

Exemplos:

Apple Arcade

Google Stadia

EA Access

Xbox Game Pass

EaaS – Experience as a Service, é entregar experiência como serviço, significa transformar o produto em experiências para o cliente agregando valor a um serviço. Na prática, é feito um conjunto de ações que podem ser exploradas pela marca para estabelecer relações com o cliente. Na Alice Wonders desenvolvemos tecnologias para levar inovação ao varejo, através de experiências. Entenda mais sobre esse segmento em outro post do nosso blog, clique aqui

Vantagens 

  1. Atualizações frequentes capazes de corrigir falhas e vulnerabilidades, assim como agregar inovações tecnológicas para melhorar o sistema;
  2. Segurança de dados por criptografia, o acesso é feito por login e senha e ainda dispõe de fornecedor responsável por backups das informações;
  3. Acesso remoto que proporciona flexibilidade;
  4. Personalização;
  5. Entrega de métricas e indicadores, o que ajuda em avaliações e soluções para equipes;
  6. Custo fixo de plano ou assinatura;
  7. Atende nichos variados.

Além dessas vantagens, o custo de aquisição desses serviços são baixos e ainda proporciona a automatização dos negócios na rotina de trabalho, trazendo maior aproveitamento dos benefícios que o investimento em tecnologia pode trazer para a sua empresa. 

Curtiu? Continue acompanhando nossos posts aqui no blog sobre tecnologia e varejo. Assine abaixo a nossa newsletter e receba as novidades no seu e-mail em primeira mão. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba no seu email todas as novidades do nosso blog sobre tecnologia e varejo, além de ficar por dentro do novos projetos Alice Wonders.

Thank you for subscribing.

Something went wrong.

Most Popular Topics

Editor Picks

Send this to a friend